hotel-em-santos
Está aberta a temporada de violência no litoral
5 de dezembro de 2016

Proteção perimetral em condomínios horizontais, um caso a parte.

fgs-protecao-perimetral-em-condominios-horizontais-um-caso-a-parte

Quando falamos em segurança de associações de moradores e condomínios residenciais horizontais, a primeira e maior dificuldade é a proteção perimetral. Cerca de 90% de nossos clientes desse seguimento, possuem histórico de ocorrências relacionadas a transposição da barreira física perimetral.

As barreirais perimetrais em condomínios e associações, são na grande maioria frágeis e de fácil transposição, devido ao elevado custo de implantação por conta do construtor, o qual tem seu objetivo claro e definido: maximização dos lucros , deixando o “problema” da proteção perimetral a cargo do residencial.

O agressor sempre vai buscar a forma mais fácil de invadir o residencial. Quando o condomínio possui normas e procedimentos, as quais são seguidas a risca pela equipe de vigilância e fazem parte da cultura dos moradores, a utilização da técnica de engenharia social (ludibriar a equipe de segurança) pelos agressores será muito difícil, desta forma o agressor irá buscar algo mais fácil para invadir o condomínio, ou seja, a barreira perimetral. A qual muitas vezes possui quilômetros e quilômetros de extensão sem comando e controle pela segurança do condomínio.

Em razão dos fatores elencados acima, grande parte das invasões aos condomínios residenciais horizontais ocorrem através da transposição da barreira física(muro). Na grande maioria das vezes o residencial não está preparado para lidar com essa ameaça, não possui comando e controle dos seus limites perimetrais.

Ameaças: pular o muro, burlar o sistema eletrônico de proteção perimetral, quebrar o muro para invadir o condomínio, escavar (sim, escavar como tatu) a barreira perimetral. Fatores como a topologia do terreno, geometria da barreira física, tendem a aumentar a vulnerabilidade ao condomínio.

Quando aplicamos o conceito do triângulo do crime: tempo, meio e técnica, o agressor consegue muitas vezes explorar os três fatores simultaneamente, ou seja, possui todo tempo para realizar a agressão, uma vez que não tem ninguém controlando o perímetro do residencial, consegue utilizar a ferramenta a qual for mais adequada, afinal de contas, possui o tempo a seu favor. Importante, uma marreta de 2 kg é suficiente para que o agressor consiga em poucos segundos, transpor um muro de bloco vazado, onde afirmamos que é mais fácil quebrar o muro do que pular para transpor a barreira perimetral.

Pensando em segurança condominial, temos sempre o conceito que a prevenção será a melhor arma para conter a agressão e que o tempo de reação deverá ser menor que o tempo da agressão, o uso de uma barreira física eficaz, possibilita um maior tempo para conter a violação, sendo possível reagir a agressão antes que ela efetivamente “entre” no condomínio.

Confira abaixo, um comparativo entre as barreiras perimetrais mais usuais em condomínios residencial horizontais:

Cerca eletrificada

Cerca eletrificada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Características

Cerca eletrificada pulsativa, de 16 fios – sendo 4 eletrificados e 12 pulsativos.

Custo

Baixo.

Prós

• Transparência aliada à segurança (facilitando a vigilância);

• Sistema de barreira física com detecção e inibição (choque);

• Fácil instalação.

Contras

• Necessidade de manutenção;

• Necessidade de testes diários do funcionamento do sistema – “choque teste”;

• Necessidade de poda na vegetação a 2m do entorno.

Cerca nylofor

fgs-cerca-nylofor

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Características

Cerca de aço galvanizado e revestido em pintura eletrostática em poliéster.

Custo

Médio.

Prós

• Transparência aliada à segurança (facilitando a vigilância);

• Harmonia arquitetônica;

• Sistema modular de rápida instalação.

Contras

• Necessidade de obra civil;

• Não possui sistema de detecção de transposição;

• Requer sistema de detecção adicional.

Muro de alvenaria

Muro de alvenaria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Características

Muro constituído de bloco vazado.

Custo

Médio.

Prós

• Barreira física relativamente resistente.

Contras

• Alto custo de implantação;

• Fácil de transpor: quebrando o muro ou pulando;

• Não possui sistema de detecção de transposição;

• Requer sistema de detecção adicional.

Muro de alvenaria estrutural

Muro de alvenaria estrutural.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Características

Muro de 4 m de altura. Constituído de bloco estrutural de 40×15 cm, frisado, cheio de concreto e com ferro de 3/8 em cada um dos furos, posicionados a 20 cm de distância entre si.

Custo

Alto.

Prós

• Barreira física eficaz;

• Muito difícil de transpor;

• Pela robustez é possível monitoramento eletrônico através câmeras.

Contras

• Não necessita sistema de detecção de transposição.

Mesmo seguindo as dicas acima, caso seja mais uma vítima da criminalidade, registre o boletim de ocorrência na delegacia mais próxima, somente com as estatísticas reais que o Estado poderá planejar a segurança do local.

Confira nosso próxima artigo sobre segurança eletrônica perimetral.

A prevenção é a maior arma contra a violência, fique atento e conte conosco!

Artigo em pdf, disponível para download aqui.

Felipe Gonçalves Silva, CES

São Paulo, Maio de 2017.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *